1.4.10

Penas, testosterona e a grana que não vem

Lá vamos nós, mais uma história de um dia difícil na escola.

Temos 21 salas só no período da tarde. Hoje, 12 professores faltaram, ou seja, 12 turmas sem professores, zanzando pela escola, correndo, gritando, quebrando tudo. 12 turmas de 40 alunos cada, 480 adolescentes ociosos das 13h às 17h30.


Em determinado momento, achei que fosse presenciar algo que nem sei como definir. O fato foi o seguinte: 5 meninas de uma sétima resolveram brigar na mão com outras 2 de outra sétima pra descobrir quem era o grupo mais popularmente chamadas de galinhas. Até aí, tudo bem, algo até corriqueiro entre a faixa etária delas. Seria só mais um dia normal se não fosse um grupo de meninos no meio incitando a confusão já babando e com os olhos brilhando, meninos que sonham em trabalhar num filme pornô, os putos da escola, os chamados garotos prostitutos (acreditem, eles se autodenominam assim na sétima série).


Por uma fração de segundos, imaginei que ali aconteceria um bacanal, juro. Eu e uma outra professora ainda pensávamos se íamos lá separar ou se preparávamos a câmera do celular pra filmar e ganhar uma grana quando uma das diretoras, entidade temida até por nós, professoras, apareceu e, só com sua presença, dispersou o provável bacana hard core.


Uma pena pra todo mundo. As meninas ficaram com cara de quem tava quase lá e ficou chupando o dedo, os meninos realmente ficaram chupando o dedo, e nós, professoras, nada de uma graninha com filmes pornôs hard core. Putz.

3 comentários:

"Arteathrash" disse...

Caraca? será que algum desses aborrescentes quebrou uma daquelas famosas "pulseirinhas" que tão dando a maior polêmica no mundo?
Ah... polêmica! Pra esses jovens de hoje nada mais é tão alarmante a ponto de ser visto como "polêmica" na opinião deles...
Vida dura a sua, hein? heheh

Bjão!

Lizandra disse...

Isso não parece uma escola. Parece uma selva. Que o acaso te proteja, Bel, se você andar distraída.

Michelle Nazar disse...

Bel, há muito não venho por aqui, mas valeu à pena regressar..Ainda mais por ter sido professora também. Sei, exatamente, como vc se sente.. Bjks e Feliz Páscoa ;)