26.8.08

Discos e histórias

Eu amo música, acho que desde que eu nasci. Minhas mais antigas lembranças já têm trilha sonora. Lembro quando, ainda muito pequena, tínhamos uma vitrola daquelas tipo maleta. Era uma maleta de couro marrom. Eu pedia pra minha mãe colocar meu disco da Arca de Nóe pra ouvir, sempre. Arca de Noé, pra quem não conhece, é um disco em que grandes da MPB cantam poemas do Vinícius de Moraes. Ouvia também os vários discos de música sertaneja que a minha mãe tinha e uma coletânea do Raul. Louco também era um disco do Tayguara. Ah, claro, uns Robertão pra variar e um Nat King Cole, em espanhol. Isso foram os sons da minha infância.

Na adolescência tudo isso ficou pra trás, ou quase tudo. O do Raul não. Esse foi pra minha coleção, que a cada ida pra Galeria do Rock aumentava. Voltava de lá com vários discos. Depois passei a comprar CDs também, mas os discos continuam até hoje por aqui, no meu quarto. Não sei mais quantos são, perdi a conta.

Outro dia peguei pra arrumar, limpar, escutar alguns. Cada um tem uma história. CADA UM. Alguns são presentes, alguns eu comprei, cada um numa situação, numa época diferente. Dias especiais, pessoas especiais, coisas que ficaram pra trás. Esse da foto é um Secos e Molhados, o segundo deles. Comprei na Relics, uma loja que era parada obrigatória lá na Galeria. Peguei ele na mão só pra ver, sempre via esse disco custando uma fortuna. Olhei o vinil, tinha umas 'coisas' nele, como se tivesse respingado vela ou sei lá o que. Passei a unha e saiu. Olhei o preço, algo equivalente a R$10 hoje. Muito, muito barato. Provavelmente era por conta das coisas respingadas nele. Naquele dia voltei pra casa com o Secos e Molhados e fui logo depois esnobar os amigos, afinal, ninguém tinha aquele, e com encarte! Posso dizer com certeza, esse foi um dia feliz!

Daria pra montar um blog só com as histórias que tenho pra contar sobre esses discos. Como algo pode trazer tanta lembrança junto?

3 comentários:

Edu Guimarães disse...

Vc tinha a "Arca de Noé"????

Confesso que fiquei com inveja agora!

"Leão! Leão! Leão! Rugindo como um trovão
Deu um pulo, e era uma vez
Um cabritinho montês

Leão! Leão! Leão! És o rei da criação"

Ju disse...

nossa eu tbm tenho vinil e ainda compro muito, não dá pra passar nos sebos do centro sem dar uma espiada naquelas caixas com vinil a 1,00.
é realmente muita história...

Madame Mim disse...

ola! discos sao reliquias! acredito q discos em vinil tem mais lembranças que os cds de hoje, e q agora viraram em ipods. ARCA DE NOÉ! menina, eu tinha esse disco, não faço ideia onde foi parar :( será que encontro em sebo?

bjs!!!!