20.6.08

No café com o Mario

Sempre tomo café da manhã sozinha. Salvo raríssimas e ótimas exceções, sempre tô lá sozinha a beber me copo de café preto e a comer minhas fatias de pão. Mas hoje meu livro da coleção da Folha chegou mais cedo, e aproveitei para dar uma olhadinha. O que é sempre uma mentira, sempre acabo lendo boa parte do livro nessa olhadinha. Interessante é como o livro de hoje, A Vaca e o Hipogrifo, do Mario Quintana, parecia que tava falando comigo em algumas páginas...

INCOMUNICABILIDADE
Querer que qualquer um seja sensível ao nosso mundo íntimo é o mesmo que estar sentindo um zumbido no ouvido e pensar que o nosso vizinho de ônibus o possa escutar.
...
COMUNHÃO
Há anjos boêmios que costumam freqüentar esses antros noturnos que são os sonhos dos humanos. São estes que finalmente intercedem por ti. O resto é dedo-duro.
...
A VIDA
Mas se a vida é tão curta como dizes
por que é que me estás lendo até agora?

Estou indo pra assembléia dos professores, na Avenida Paulista. Liguem a TV, vai ter gente pra caramba lá, até eu.

3 comentários:

Anônimo disse...

To com um livro dele aqui na minha frente... To lendo aos poucos, é uma delícia ler Quintana quando se vive num mundo de concreto.

F. S. Júnior disse...

vcs pararam a paulista hein? =P

Edu Guimarães disse...

Conhece o Mario?

Infame, eu sei, mas não resisti.
:p